Existem muitas variáveis a serem consideradas em um hospital, sendo justamente por isso, que os processos têm que ser analisados, discutidos e principalmente descritos.

Estas variáveis passam pela característica de cada paciente, pela estrutura e recursos do hospital, pela capacidade de negociação com fornecedores, pelo corpo clínico, pela adequação da equipe, pelas políticas de saúde pública, pela negociação com operadoras de planos de saúde, etc.

Existe a máxima que diz que “temos que mudar constantemente para permanecermos do mesmo jeito, pois o mundo muda ao nosso redor”.

Anteriormente tínhamos falamos dos passos fundamentais na hora de gerir processos hospitalares. Agora, podemos descrever alguns dos benefícios que a análise e gestão de processos podem trazer para uma organização hospitalar:

Compartilhamento do conhecimento. – Todos conseguem ter acesso à documentação da rotina do hospital, possibilitando o entendimento da organização como um todo, sem perder o foco no detalhe.

Identificação de melhorias. – O que não foi detectado anteriormente, pode ser constantemente analisado, permitindo a melhoria contínua.

Retenção de informações na organização. – Com os processos definidos e manualizados, as informações ficam de propriedade da organização e não das pessoas que lá trabalham. As pessoas podem ir embora e a informação e o conhecimento fica.

Monitorar a qualidade de cada setor. – Permite a criação de indicadores setoriais e globais, possibilitando a análise e melhoria.

Alinhando a comunicação interna. – A informação fica mais clara, eliminado os ruídos internos.

Rastreando os pontos falhos os pontos ótimos. – Conhecendo os processos e determinando indicadores, é possível verificar o que se fez de ruim e eliminar, assim como verificar o que se fez de bom e replicar para os outros processos.

Senso de responsabilidade. – Cada colaborador entende a sua missão dentro do hospital e percebe que cada ação sua reflete nas fases seguintes do processo.

Importância do trabalho de cada um dentro de um todo. – Cada colaborador entende como seu trabalho é importante dentro da cadeia de processos, fazendo com que seja mais orgulhoso do que faz. Isso implica, ainda, com que haja a percepção que todas as atividades dentro da organização são importantes e interligadas, reforçando a consciência do trabalho em equipe.

Pelo entendimento do fluxo de valor. – Mostra claramente o que realmente agrega valor ao paciente, podendo perceber o que não é importante e que pode ser eliminado do processo, gerando economia.

Entendimento estratégico. – Se os processos estiverem adequados, fica claro entender quais os objetivos estratégicos, seja da organização ou mesmo do setor. Este é o maior benefício da gestão de processos, pois todos os processos ficam voltados para o que realmente interessa, ou seja, a estratégia da organização, não permitindo que interesses individuais se sobreponham aos interesses da organização hospitalar.

Mestre em Administração de Empresas com ênfase em Administração da Produção, com linha de pesquisa em Inovação e Competitividade. Pós-graduado em Formação de Consultores, pós-graduado em Gestão em Saúde, MBA em Gestão Empresarial e graduado em Ciências Contábeis. Professor universitário no curso de tecnólogo em finanças. Consultor de empresas, com execução de implantação de sistemas de custos, planejamento orçamentário, planejamento tributário, controladoria, desenvolvimento de projetos para captação de recursos, análise de negócio, faturamento, análise de processos, reorganização administrativa e auditoria.

2 Thoughts to “Benefícios da Análise e Gestão dos Processos Hospitalares.”

  1. Alguns hospitais atualmente estão infinitamente mais voltados pra projetos do que para rotinas. Pois a importância dos projetos é crucial pra que ela consiga administrar seus novos empreendimentos. Então a importância dessa atividade para as instituições de saúde são extremamente necessárias para permitir com que a empresa alcance um novo patamar de competividade.

  2. Denise Lorencette

    Gostei muito deste tema, e da forma como foi apresentado, mas acrescento que a grande dificuldade ou grande desafio é “preparar” as pessoas para o desenvolvimento e alinhamento dos processos.
    As empresas precisam capacitar e desenvolver as pessoas para trabalharem em equipe.

Leave a Comment